Olá!

Confira a resenha de Estranheza Mortal, publicado originalmente nos EUA, Strangers in Death, 2008.

E chegamos ao livro 26 da série e nem por isso posso dizer que a série deixa de me surpreender nos casos, mesmo que desde o princípio tenhamos uma noção de quem é o assassino – já que a intuição da Eve é a melhor do mundo e nunca está errada.

O empresário do ramo dos acessórios esportivos Thomas Anders é encontrado morto em sua cama, o a cena do crime parece indicar algum jogo sexual que deu errado. Apesar da cena parecer um acidente Eve, a pessoa encarregada da investigação, sente que algo não está certo e começa a investigar o caso não como uma morte acidental, mas sim como um homicídio.

Esse não é um dos livros da série em que você vai descobrir o assassino somente quase nos capítulos finais, eu mesma saquei muito rápido e só queria saber como a Eve iria conseguir provar quem tinha assassinado Thomas Anders.

A leitura só não foi perfeita porque tiveram muitos momentos em que tive que parar a leitura pois a Eve estava me irritando, algumas atitudes dela acho até que ela usou muito do ditado “os fins justificam os meios”. Sem contar com essa intuição superpoderosa dela me incomoda profundamente essa “mania” dela sempre estar certa e todo mundo ficar atestando isso sempre para ela. Fora que é muito fora da realidade ela SEMPRE ESTAR CERTA! Eu sei que é ficção e não vida real, mas até a ficção precisa de um Q de veracidade e nem o melhor investigador acerta sempre simplesmente com a intuição.

O livro somente perdendo pontos pelo que falei no parágrafo anterior, tirando esse fato é uma ótima leitura. Mesmo que você saiba quem é o assassino por boa parte da leitura você quer saber como Eve vai conseguir ter provas para acusar a pessoa, já que tudo o que ela tem é sua intuição. A série segue mostrando que mesmo em seu vigésimo sexto volume ainda tem fôlego para muitos mais.

CAPA, FICHA TÉCNICA, SINOPSE

estranheza

 

ESTRANHEZA MORTAL

Strangers in Death

J.D. Robb

ISBN: 9788528621556
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas: 448
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2017
Tradução: Renato Motta

SINOPSE

A tecnologia pode ser diferente na Nova York do ano 2060, mas, como sempre, alguns assassinatos recebem mais atenção que outros — especialmente quando a vítima é um famoso empresário morto em seu apartamento na Park Avenue, amarrado à cama e estrangulado por cordões de veludo preto. Apesar de todos na cidade falarem do assunto, as pessoas ligadas a Anders não parecem tão dispostas a fazer o mesmo.

A tenente Eve Dallas, então, se vê batendo em muitas portas e forçando passagem por elas em sua busca por respostas. Os fatos, entretanto, não se encaixam. Será essa uma morte provocada por uma sessão de jogos sexuais que resultou em um crime passional — ou terá sido na verdade uma execução muito bem planejada? Cabe a Eve Dallas resolver este caso, em que a estranheza permeia todas as circunstâncias e ligações surpreendentes podem surgir de formas inesperadas… e mortais.

Boa leitura!

Thaís Averaldo