Oi Pessoas!

Vocês devem estar se perguntando quem é essa que cá fala, então antes de começar qualquer coisa, vou me apresentar.

Eu sou a Barbara, fã de carteirinha da Nora Roberts e escrevo lá no In Death.

A Rosana me convidou para estrear uma nova seção aqui do NRB, a Reviews.

E para um momento tão especial eu precisava escolher algo que, para mim, fosse muito especial também.

Por isso escolhi “Cativado”, primeiro livro da Família Donovan.

Foi com ele que começou a maravilha e o meu calvário que é ser apaixonada pelos romances da Nora.

Nesse primeiro livro conheceremos Morgana, uma “bruxa por hereditariedade” é a primeira pista de que nessa família ninguém é normal.

Mesmo sendo uma bruxa, Morgana é uma típica personagem da Nora e uma ótima escolha para quem quer começar a ler os romances dela.

Forte e decidida, Morgana não tem vergonha de suas diferenças e “estranhezas” e é completamente honesta sobre seus poderes.

O Nash é outra das contradições ambulantes da Nora. É um escritor de terror e sobrenatural que não acredita em nada que não seja palpável, tenha uma unidade de medida ou possa ser cuidadosamente explicado.

Os dois juntos protagonizam no livro cenas absurdamente impagáveis, como a exibição de poderes da Morgana ou os debates durante a produção do roteiro.

Apesar do drama que existe em boa parte do livro, Nora consegue dosar o humor dos dois tão bem que não fica tudo muito divertido.

O livro também te apresenta aos outros membros da Família Donovan, personagens absurdamente maravilhosos e encantadores.

Anastacia, com suas flores e sua doçura e Sebastian, com sua força e suas batalhas.

“Cativado” foi lançado originalmente em 1992, foi lançado em português brasileiro a primeira vez em 2000 e relançado pela Harlequin Books em 2009 e é garantia de muita emoção!

Até a próxima!